O PASTOR
» História da raça
» Padrão oficial
» Personalidade
 
NOSSAS MATRIZES
» Melissa
» Lupytta
» Rayssa
» Gretha
» Ana Lúcia
» Kika
» Patty
» Babaloo
» Crystal
» Gertrudes
» Giovanna
NOSSOS PADREADORES
» Panzer
» Holy
» Joaquim
 
CÃES APOSENTADOS
» Bianca
» Frida
» Neve
» Andrea
 
NINHADAS
» Disponíveis
» Previstas
 
CUIDADOS
» Com o filhote
» Saúde
» Higiene
» Alimentação
 
MATÉRIAS SOBRE A RAÇA
» O polêmico Pastor Branco
» A vida com um Pastor
» Nomes e vertentes
 
INFORMAÇÕES
» Para saber mais...
» Direitos dos Animais

 

:: PADRÃO OFICIAL-

 CACAU SCATLE- Publicação Revista "CÃES E CIA"Edição n.403-Dezembro/2012

 » APARÊNCIA: poderoso, bem musculoso, de tamanho médio; orelhas eretas; de pelagem dupla de comprimento médio ou longo. De forma alongada; de ossatura média e sua silhueta é elegante e harmoniosa.

» PROPORÇÕES IMPORTANTES:

- De forma retangular moderadamente longa: a proporção entre o comprimento do corpo (da ponta do ombro à ponta da nádega) até a altura na cernelha é de 12:10.

- A distância do stop à trufa é ligeiramente maior do que a distância do stop à protuberância occipital.

» CABEÇA: forte, seca e delicadamente cinzelada, em boa proporção ao corpo. Vista por cima e de perfil, tem forma de cunha. As linhas superiores do crânio e do focinho, são paralelas.
Crânio: ligeiramente arredondado; depressão mediana apenas indicada.
Stop: ligeiramente marcado, mas nitidamente visível.
Trufa: tamanho médio; pigmentação preta desejada; a trufa de neve e a trufa mais clara são admitidas.
Focinho: poderoso e moderadamente longo em relação ao crânio. A cana nasal e a linha inferior do focinho são retas e convergem ligeiramente em direção à trufa.
Lábios: secos, firmemente ajustados e tão pretos quanto possível.
Dentes: dentição forte e completa, mordedura em tesoura. Os dentes devem ser implantados de forma ortogonal ao maxilar.
O
lhos: de tamanho médio, amendoados, colocados ligeiramente oblíquos; de cor marrom ao marrom escuro; pálpebras bem aderentes e as bordas dos olhos pretas, são desejáveis.
Orelhas: eretas, inseridas altas, portadas retas, paralelas e direcionadas para a frente, em forma de um triângulo alongado que são ligeiramente arredondadas em suas extremidades.

» PESCOÇO: de tamanho médio e bem musculoso. Inserido harmoniosamente no corpo, sem barbelas; a linha superior do pescoço, elegantemente arqueada, vai sem interrupção da cabeça portada moderadamente alta até a cernelha.

» TRONCO: forte, bem musculoso e de tamanho médio.
C
ernelha: pronunciada.
Dorso: nivelado, firme.
Lombo: fortemente musculoso.
Garupa: longa e de largura média. A partir de sua inserção, ela se inclina suavemente para a raiz da cauda.
Peito: não muito largo, profundo (mais ou menos 50% da altura na cernelha); alcançando os cotovelos; caixa torácica oval; estendendo para trás. Antepeito proeminente.
Ventre e Flancos: flancos delgados e firmes; linha inferior moderadamente esgalgada.

» CAUDA: espessa, em forma de sabre, afinando para a extremidade. Inserida mais para baixo, ela atinge no mínimo o jarrete. Em repouso, ela cai reta ou ligeiramente curvada para cima no seu último terço. Em movimento, é portada mais alta mas jamais mais alta que a linha do dorso.

» MEMBROS: fortes, resistentes, e ossatura média.
Anteriores: retos, quando vistos de frente e moderadamente afastados. Vistos de perfil, bem angulados.
Ombros: escápulas longas e bem oblíquas. Bem angulados; todo ombro fortemente musculoso.
Braços: adequadamente longos e fortes músculos.
Cotovelos: bem aderentes.
Antebraços: longos, retos e musculosos.
Metacarpos: firmes e ligeiramente oblíquos.
Posteriores: vistos por trás, retos e paralelos; em posição, moderadamente afastados. Vistos de perfil, bem angulados.
Coxas: de comprimento médio, fortemente musculosas.
Pernas: de comprimento médio, oblíquas, com sólida ossatura e bem musculosas.
Jarretes: poderosos e bem angulados.
Metatarsos: comprimento médio, retos, musculosos. Os ergôs devem ser removidos, exceto nos países onde a remoção é impedida por lei.
Patas: ovais. Patas posteriores ligeiramente mais longas que as patas anteriores. Dedos fechados e bem arqueados; almofadas pretas e firmes. Unhas escuras são desejadas.

» PELE: sem dobras e rugas, de pigmentação escura.

» PELAGEM: Pêlo duplo, de comprimento médio ou longo, denso, assentado; sub-pêlo abundante; pêlo de cobertura liso e espesso; a face, as orelhas e a parte anterior dos membros apresentam um pêlo ligeiramente mais curto. Na nuca e na parte posterior dos membros o pêlo é ligeiramente mais longo. Um pêlo ligeiramente ondulado, mais duro, é admitido.

» COR: branca.

» COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: vivo, sem ser nervoso, atento e vigilante; ligeiramente reservado com estranhos, mas nunca medroso ou agressivo.

» MOVIMENTAÇÃO: seqüência rítmica de passos regulares, ligeiros e sustentados. Alcance de grande amplitude com forte propulsão. No trote, a movimentação é fácil, cobrindo bem o solo.

» TAMANHO / PESO

- Altura na cernelha:
     • machos: 60 a 66 cm.
     • fêmeas: 55 a 61 cm.

- Peso:
     • machos:
aproximadamente 30 a 40 kg.
     •
fêmeas: aproximadamente 25 a 35 kg.

Exemplares típicos com tamanho um pouco acima ou abaixo previsto pelo padrão, não deve ser eliminado.

» FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade.

» FALTAS LEVES:

- Presença discreta de pêlos fulvos (amarelo claro ou sombreado de vermelho) na ponta das orelhas, sobre o dorso e na parte superior da cauda.
- Despigmentação parcial da trufa, dos lábios ou da borda das pálpebras.

» FALTAS GRAVES:

- Aparência pesada, construção muito curta (contorno quadrado).
- Características sexuais insuficientemente definidas.
- A
usência de mais de 2 Pl; os M3 não são penalizados.
- O
relhas caídas, semi-caídas, quebradas.
- L
inha do dorso fortemente inclinada.
- C
auda enrolada, quebrada, em gancho ou portada sobre o dorso.
- P
êlo de cobertura macio, sedoso, lanoso, crespo, mal deitado; pêlo nitidamente longo, sem subpêlo.
- P
resença marcada por pêlos de cor fulvo carvoado claro (manchas de cor amarelada a vermelho) na ponta das orelhas, sobre o dorso e sobre a cauda.

» FALTAS ELIMINATÓRIAS:

- Cães medrosos ou agressivos.
- U
m olho ou os dois olhos azuis. Olhos proeminentes.
- E
ntrópio, ectrópio.
- P
rognatismo superior ou inferior. Torção de mandíbula.
- T
otal perda de pigmentação da trufa, lábios e borda das pálpebras.
- T
otal perda de pigmentação da pele e nas almofadas.
- A
lbinismo.

» NOTAS:

- Os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal.

- Todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.


COMPARAÇÃO DO PASTOR ALEMÃO COM O PASTOR BRANCO SUÍÇO.
O PASTOR BRANCO SUÍÇO NÃO TEM A LINHA DO DORSO FORTEMENTE INCLINADA.

:: CLASSIFICAÇÃO FCI

» Padrão n.º 347, de 18/12/2002
» Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços)
» País de origem: Suíça
» Nome no país de origem: Weisser Schweizer Schäferhund
» Utilização: Cão de família e companhia. De distinta natureza amigável com crianças. Cão de guarda atento e de rápido aprendizado.
» Prova de trabalho: Sem prova de trabalho.


FONTE: CBKC


Canil Scatle - www.canilscatle.com.br
Cotia - SP
Telefone: (11) 4159-1797 / 97161-7628